Início » Tudo pronto para a I Conferência Nacional da Mulher Advogada

Tudo pronto para a I Conferência Nacional da Mulher Advogada

Tudo pronto para a I Conferência Nacional da Mulher Advogada, que será realizada nestas quinta (21) e sexta-feira (22), em Maceió, no hotel Ritz Lagoa da Anta. Serão vários juristas e representantes da sociedade civil debatendo os principais temas sobre os desafios da mulher advogada na sociedade contemporânea. Durante abertura do evento, que contará com a presença do Presidente Nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, será realizada uma homenagem às Advogadas que presidiram Seccionais da OAB. A advogada Herilda Balduíno de Sousa e a Ministra Vice-Presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Hilário Vaz, também serão homenageadas.  A palestra de abertura da a I Conferência Nacional da Mulher Advogada, será proferida pela Ministra Maria Elizabeth Teixeira, primeira mulher nomeada Ministra do Superior Tribunal Militar (STM), em 2007, e a primeira mulher a assumir a Presidência do STM, em 206 anos.Vários temas  Os cinco painéis da Conferência foram montados com temas variados, que vão desde as  inovações trazidas pelo Novo CPC até mecanismo de soluções de conflitos e mediações. Além disso, temas ligados diretamente ao universo feminino como os avanços e os retrocessos nas questões de gênero ganham destaque na programação. A peça de teatro “Mulheres que Ousam Escolher” também faz parte do evento. Durante os dois dias do evento nomes como Vice-Governadora do Estado do Piauí, Margareth Coêlho, do jurista Fredie Didier Junior,  do Promotor de Justiça no Ministério Público do Estado de São Paulo, Rogério Sanches, Presidente do Instituto Panamericano de Política Criminal – IPAN. Membro da CNMA, Alice Bianchini, farão parte das palestras e debates que acontecerão na  Conferência. “O foco dessa I Conferência Nacional da Mulher Advogada é a mudança na legislação que regulamenta a eleição da Ordem dos Advogados, que aumentou o número de mulheres nas chapas candidatas. Além disso, iremos discutir o papel da mulher advogada e sua importância para uma profissão que viveu mudanças interessantes nos últimos tempos. As advogadas, que já representam quase 50% da classe, precisam estar sempre atualizadas, além de participar dos debates de gênero”, explica Fernanda Marinela, presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada.InscriçõesAs inscrições para a conferência custam R$ 60 para estudantes e R$ 100 para advogados e outros profissionais, sendo que há desconto para grupos com 15 pessoas ou mais. Serão concedidos certificados aos participantes da I Conferência Nacional da Mulher Advogada perfazendo um total de 24 horas para efeito de complementação das horas curriculares exigidas nos cursos de Direito. As inscrições podem ser feitas no site oficial do evento, eventos.oab.org.br/cnma.