Início » Omar Coêlho é homenageado e passa a dar nome à sede da OAB Alagoas, em Jacarecica

Omar Coêlho é homenageado e passa a dar nome à sede da OAB Alagoas, em Jacarecica

Descerramento da placa aconteceu nesta quinta-feira, com a presença da diretoria da OAB/AL, autoridades e familiares do ex-presidente da Ordem

A partir desta quinta-feira (5), a sede de Jacarecica da Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL) passa, oficialmente, a se chamar Casa da Advocacia e Cidadania Omar Coêlho de Mello. Uma homenagem ao advogado alagoano, ex-procurador do estado e ex-presidente da Ordem que tanto contribuiu para o crescimento e reconhecimento da classe. Omar Coêlho morreu no último mês de maio, aos 62 anos. 

O descerramento da placa que oficializa o nome da sede da OAB/AL aconteceu nesta quinta-feira, com a presença da diretoria da Ordem, do ex-presidente do Conselho Federal da OAB (CFOAB), Cezar Britto, de parentes e amigos que Omar Coêlho fez ao longo da vida. 

A escolha do nome para a sede foi proposta pelo presidente da OAB/AL, Vagner Paes, e aprovada pelo Conselho Seccional, como uma forma de homenagear a pessoa de Omar Coêlho, que tanto fez pela advocacia do estado. 

O presidente da OAB/AL, Vagner Paes, ressaltou o importante papel de Omar Coêlho para que a Ordem ganhasse visibilidade na sociedade. “Omar foi mais que um presidente. Ele deu vida às comissões, fez com que elas tivessem um papel muito relevante para a sociedade. Para além de uma figura importante no cenário profissional, jurídico e também político, ele era uma pessoa extraordinária. Quem o conheceu sabe da sua fidelidade. Era uma pessoa muito afetuosa, alguém que sempre estava disposto a dar a mão, a se doar. Tenho certeza que o céu hoje está em festa e que, a partir de agora, a nossa sede vai ter o nome daquele que merece e fez jus de receber essa homenagem”, afirmou Vagner. 

A esposa de Omar Coêlho, Flávia Barros, acompanhou a solenidade e falou sobre a emoção de poder vivenciar este momento, em um lugar que ela considera como uma casa. 

“Eu passo aqui na frente da OAB e me emociono todos os dias. Ele vivia a profissão de coração, com muita emoção, com muita força, com luta, com coragem. E a OAB representa tudo isso para os advogados, para a sociedade. Então, a gente recebeu essa homenagem como uma extensão do Omar. Com muita honra, com muito agradecimento”. 

O ex-presidente do Conselho Federal da OAB (CFOAB), Cezar Britto, lembrou que os recursos para a construção da atual sede foram obtidos junto ao Conselho por meio do esforço de Omar Coêlho, que, à época, o chamou para conhecer a sede antiga, que “não tinha condições de receber a advocacia alagoana”. 

“É muito difícil falarmos da advocacia alagoana sem falarmos de Omar Coêlho. Essa sede é fruto de uma esperteza muito grande dele. Ele me convidou para conhecer a sede antiga e deve ter mandado as pessoas estacionarem vários veículos na frente. Quando chegamos, não tinha onde parar o carro. Depois, a porta não abria e ele teve que empurrar. Acho que foi, absolutamente, estratégico. Ele disse que a advocacia alagoana não podia ficar lá”, lembrou.

Durante a solenidade de descerramento da placa, foi exibida uma mensagem enviada pelo ex-presidente da OAB/AL e atual ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, parabenizando a gestão pelo nome escolhido para a sede da Ordem. 

“A atual direção da OAB Alagoas foi muito feliz em denominar a sua sede de Casa da Advocacia e Cidadania, pois quando os cidadãos precisam lutar por seus interesses e anseios, é na OAB que encontram vozes que defendem os seus destinos, os seus interesses. A homenagem a Omar Coêlho de Melo, por sua vez, é extremamente justa, pois Omar é uma referência para a advocacia alagoana e, também, para a advocacia brasileira. Fico feliz em ver que a sua vida e o seu trabalho são reconhecidos pelas novas gerações e, agora, o seu nome e a sua memória estão perpetuados na sede da OAB Alagoas”, destacou Humberto Martins.